Equipe ABS-Rio
Curso para jovens renova admiradores de vinho e quadro da ABS-Rio
Joseph Morgan (4º à dir.), professor Frederico Novaes (2º à esq.) e alunos formados na primeira turma do curso Introdução ao Mundo do Vinho para Jovens

Após o sucesso da primeira edição, a ABS-Rio confirmou para o dia 28 de janeiro o início da segunda turma do curso Introdução ao Mundo do Vinho para Jovens. Serão quatro aulas, até 18 de fevereiro, sempre às terças-feiras, na sede Flamengo, sobre os temas elaboração do vinho (com o professor Joseph Morgan, presidente da ABS-Rio), degustação (Ligia Peçanha), vindima (Frederico Novaes) e espumantes (Fernando Lima). As inscrições já está abertas.

O curso é voltado para pessoas de 18 a 28 anos que desejem conhecer melhor a história e os sabores da bebida, por prazer ou interesse profissional. Já para a ABS-Rio, é uma oportunidade de renovar o quadro de associados.

“A ideia é quebrar o paradigma de que só bebem vinho pessoas acima de 35 anos. Também pretendemos ajudar a movimentar o mercado, já que a pessoa pode, por exemplo, trocar uma cerveja artesanal por um bom vinho. Com isso, a bebida ganhará novos consumidores 10 anos antes do que se entende como o mais comum e natural, e nós baixaremos a média de idade dos nossos associados, já criando um processo contínuo de formação de jovens que saibam apreciar o vinho”, explica Joseph, que entregou o diploma aos alunos formados na primeira turma no dia 12 de dezembro, após a última aula, de Fernando Lima, sobre espumantes.

Satisfeito com o resultado da primeira edição, o presidente da ABS-Rio adianta que já pensa não apenas na segunda turma, mas em incluir  o curso definitivamente no calendário da Associação.

“Todos os alunos, espontaneamente, disseram que gostaram do curso. Isso me deixou muito animado. A intenção, agora, é realizá-lo sempre nas férias, em janeiro e julho, quando o pessoal está mais livre de compromissos universitários”, diz.

A principal novidade para a próxima edição, por sugestão dos alunos da primeira turma, será a inclusão de mais informações práticas nas aulas, como bibliografia e dicas de onde comprar e degustar bons vinhos no Rio de Janeiro.

“A maior surpresa, para mim, foram pedidos de encontros complementares visando a harmonização com comida. Não esperava ouvir isso de pessoas jovens”, revela Joseph.

Alunos aprovam iniciativa

Após a última aula da primeira turma, alguns alunos compartilharam suas opiniões sobre o curso. A administradora Vanessa Lima, de 28 anos, corroborou a crença sobre a faixa etária dos admiradores de vinho.

“Nós, jovens, achamos que esse é um universo de pessoas mais velhas, mas, na verdade, não é. Depois do curso, fiquei interessada em me envolver mais com o mundo dos espumantes e dos vinhos. Quem sabe não viro uma profissional?”, projetou.

Empolgação semelhante demonstrou a gastróloga Giselle Candido, 27. Ela destacou a didática, o conhecimento e a vivência dos docentes.

“Achei o curso maravilhoso. Os professores estavam interessados em transmitir o que sabem, sem o egoísmo de guardar o conhecimento para si, como acontece, muitas vezes, com pessoas mais experientes. O fato de todos os alunos serem jovens também ajudou, porque falamos a mesma língua”, animou-se.

Já a publicitária Nina Rache, 24, entusiasta da bebida, pretende aplicar o que aprendeu no perfil @vida.de.vinho, que mantém no Instagram.

“O curso teve tempo e quantidade de aulas ideais. Foi uma boa introdução para nós, jovens, entendermos um pouco mais do vinho, sem ‘achismos’”, resumiu.